Checklist para viagem internacional

Está indo viajar para fora do país e está perdido no que realmente precisa levar. Vem conferir esse checklist para viagem internacional, que tenho certeza que vai te ajudar.

Sei que muitos itens que levamos em nossas malas, a obrigatoriedade varia de pessoa para pessoa. Para mim a chapinha é essencial, mas sei que para grande maioria é um elemento que jamais levariam. Só que sempre tem aqueles itens que todo mundo precisa levar, independente de quem for. Então tentei organizá-los, para vocês irem pautando e dando aquele CHECK após separá-los.

 

Documento/Passaporte

Em quase todos os destinos internacionais precisamos levar nosso passaporte, somente nos países que fazem parte do Mercosul que não é necessário, desde que levem o RG atualizado. Só que eu até mesmo se vou para esses países levo o passaporte, para não ter risco nenhum e sempre é a primeira coisa que separo para minha viagem. Se você não tem passaporte saiba que ele é emitido pela Polícia Federal e para saber como tirar esse documento, vou deixar um passo a passo aqui.

 

Visto

Alguns países solicitam visto de entrada, então além de vocês terem o passaporte precisarão de visto. A maneira para tirar cada visto varia de acordo com o país que solicita. Se você sabe que o país que está indo pede o visto, entre em contato com o consulado dele e saiba como tirar esse documento. Agora se você não sabe se precisa ou não de visto, vou deixar aqui uma lista de países que brasileiros não precisam de visto para entrar.

 

Vacinas

Da mesma forma que alguns países exigem visto, há aqueles que exigem o Certificado Internacional de Vacinação e Profilaxia (CIVP). Muitas vezes eles pedem que comprovem a vacinação contra a febre amarela ou outras. E não adianta levar nossa carteirinha do postinho não. Precisamos levar a CIVP emitida pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA). Para facilitar para vocês vou deixar aqui como tirar esse documento essencial para levar em muitos destinos. E se querem saber quais os países que exigem essa documentação devido a febre amarela é só entrar aqui.

 

Seguro Viagem

Em minha opinião fazer seguro viagem para quando forem viajar para fora do país é algo realmente essencial, pois muitos países não possuem um sistema de saúde bom. Outros te cobraram absurdo para qualquer coisa que precisar fazer e se tiver que ir de forma privada. Então melhor sempre garantir e esse é o tal do gasto que não se usar, ÓTIMOOOOOOO. O importante é saber que dependendo do destino que escolhemos, o seguro saúde não é algo que podemos decidir por nós mesmos se vamos fazer ou não. Um exemplo é na Europa, depois do Tratado de Schengen, para entrar em alguns países é obrigatório que tenham feito seguro saúde para seus dias de viagem. Mas se mesmo assim, você acha que não tem necessidade de fechar, deixarei esse post que fala sobre o “por que devo fazer seguro viagem?” e espero que ajude a sanar suas dúvidas.

 

Permissão Internacional para dirigir (PID)

Em alguns países nós brasileiros podemos dirigir com nossa CNH brasileira, mas em grande maioria isso não acontece e exigem a Permissão Internacional para dirigir (PID). Essa é aceita por vários países que não tem o português como língua oficial. Para saber se o destino que você vai exige esse documento, entre aqui nessa lista. E antes que achem que precisarão passar por testes e mais testes em outro idioma, já vou dizendo que não. Para tirar é bem fácil e explico como fazer esse procedimento aqui.

 

Cartão de crédito e câmbio

Eu acho que viajar somente com dinheiro, algo muito arriscado. Pois imaginem se você é assaltado, você irá ficar em desespero. Então sempre levo um ou mais cartões comigo. Sei que há IOF nas compras, mas não gosto de arriscar. Agora algo muito importante, você precisa primeiramente ter um cartão internacional. Mas não ache que é só isso, você precisa comunicar ao seu banco que está indo viajar. Isso é possível por seu internet banking/aplicativo ou por telefone na central. Então não se esqueçam de ligar fazendo um aviso de viagem. Outra dica é ir com cartão mastercard ou visa, pois essas bandeiras são aceitas em praticamente todos os países do mundo.

Já em relação ao câmbio, isso dependerá do país para onde estiver indo. Pois se for para Uruguai, Argentina, Chile e outros países vizinhos não compensa trocar seu REAL para DÓLAR e depois do DÓLAR para a moeda. Acaba perdendo nas duas trocas que terá que fazer. Agora se irá para algum país estrangeiro um pouco mais longe, aconselho SIM, levar seu dinheiro em dólar americano. Só levo euro se eu tiver guardado, caso que nunca acontece comigo, mas sempre priorizo levar o dólar americano. Isso porque em alguns países você pode chegar lá e eles não aceitarem o REAL para troca. Algo que eu não gosto de fazer é trocar todo meu dinheiro para a moeda que preciso aqui no Brasil. Exemplo: estou indo para Suíça, não troco aqui no Brasil todo meu dinheiro para Franco, mas sim para Euro ou Dólar e chegando lá troco para o Franco. Ou levo apenas um valor baixo para alguma emergência, mas normalmente deixo para trocar lá.

Uma ajuda que vou dar a vocês é pedir para lerem esse post de erros que devem ser evitados quando fazemos o câmbio. Irá ajudar muito em seu planejamento de viagem.

 

Documentos Gerais

Sabe tudo isso que falei aqui em cima? Então eu levo impresso comigo uma confirmação de cada um deles. Acho muito bom, porque me organizo melhor, ou se não está impresso está salvo em meu celular, sendo uma informação de fácil acesso. Além desses documentos levo também as reservas dos hotéis, passagens, ingressos, receitas médicas, entre outros documentos importantes. E por favor não despachem esses itens dentro da bagagem, levem junto com você, pois se a bagagem extraviar pode ter problemas.

 

Roteiro

Eu também gosto de levar comigo o roteiro em que eu vou fazer. Muitas vezes acabo por incluir alguns lugares que não estavam listados, mas levar um roteiro deixa a viagem mais organizada. E com uma estratégia para não perder tempo em seu destino. Sem contar que já deixará anotado os lugares que quer ir e conhecer. Dessa forma, acabamos conhecendo melhor a cidade e também é possível economizar um pouco mais.

 

Adaptador universal para tomada

Sim eu acho esse item imprescindível e quando eu não o levo já compro na primeira lojinha que eu ver em minha frente. Mas já tive dificuldades quando precisei de um na Bulgária e poucas pessoas falavam em inglês e para eu explicar o que eu queria foi complicado. As tomadas pelo mundo muda seu formato e levar um adaptador universal é algo que facilitará muito a sua vida. Caso queira conferir alguns tipos de tomadas pelo mundo, entre aqui. 

 

Chip Internacional de Celular

Cada vez mais estamos ligados com a tecnologia. Então precisamos de uma internet para nos facilitar, ainda mais em um país que conhecemos pouco. Eu adoro conferir no Google Maps para onde estou indo, uso muito Uber para me locomover e se o idioma apertar, uso sim o tradutor. Com isso se você chegar no país e usar a sua operadora brasileira, pode ter uma surpresinha bem cara quando a conta chegar. As operadoras brasileiras cobram em média R$ 39,90 por dia que utilizar a internet fora do país, então eu nunca faço essa opção. Quer dizer, a VIVO libera sete dias grátis para quem tem plano família. Então acabo usando esses sete dias e depois uso um chip internacional. Quando vou usar essa opção deixo para comprar um chip no destino em que vou, mas ela só disponibiliza uma vez ao ano, então nas minhas demais viagens compro o chip internacional antes de ir. Alguns planos de algumas operadoras incluem essas vantagens, então primeiro passo é ligar e ver como funciona o seu plano. Agora se for comum, compre o chip internacional.

 

 

Comments

comments

Deixe um comentário